Você é ágil o suficiente para se destacar no mercado e passar pela crise? – Franchise Intelligence

Você é ágil o suficiente para se destacar no mercado e passar pela crise?

Você é ágil o suficiente para se destacar no mercado e passar pela crise?

Todos sabemos que a sociedade está cada vez mais acelerada. Os consumidores querem respostas rápidas, os produtos são inventados e lançados com mais frequência e os empresários precisam tomar decisões mais ágeis para dar conta do que acontece no mercado. Dessa forma, todos os negócios precisam se adaptar a esse cenário para continuar competitivo, sem perda de tempo ou falhas de comunicação entre a equipe.

No estudo Relatório Detalhado Pulso da Profissão: Agilidade Organizacional, o Project Management Institute (PMI) fala da importância da agilidade organizacional para superar momentos de turbulência e volatilidade do mercado. Os entrevistados definiram esse conceito como:

  • Resposta rápida às oportunidades estratégicas
  • Ciclos de decisão, produção e revisão mais curtos
  • Integração da voz do cliente
  • Foco na gestão de riscos
  • Planejamento de contingências
  • Alavancamento da tecnologia

Os benefícios da Agilidade Organizacional

Os entrevistados também afirmaram que, quando a empresa trabalha com agilidade organizacional, ganha benefícios valiosos que trazem mais produtividade e redução de custos. Pontos fundamentais para qualquer um que queira se destacar no mercado e passar pela crise:

  • Maior sucesso com novas iniciativas
  • Resposta mais rápida a condições mutantes do mercado
  • Melhor satisfação do cliente
  • Mais resultados lucrativos de negócios
  • Melhor satisfação dos empregados
  • Economia de custos
  • Identificação e mitigação de riscos melhoradas

Então como ter processos mais ágeis?

Criar uma cultura de agilidade

É necessário que todos os colaboradores do negócio tenham uma mentalidade ágil, de perceber oportunidades e ameaças ao crescimento da empresa. Assim como o repasse das informações, o que acontece na ponta, precisa chegar sem ruídos até a outra.

Por exemplo, no momento em que o vendedor vê uma ruptura de estoque, essa informação precisa chegar a quem faz novos pedidos. Ou, quando o gerente de loja vê que um produto A não está sendo bem trabalhado, esse cenário precisa ser mudado rapidamente como um treinamento para que a loja fature mais com a venda deste produto.

Novas tecnologias

A tecnologia vem para simplificar processos que antes eram considerados complexos, assim, desde os ERPs até tecnologias mais recentes como gestão de fluxo e analytics são grandes aliadas à agilidade empresarial.

Como já comentamos no post sobre a loja do futuro (omniera), o varejo físico vai precisar se adaptar a essas mudanças da sociedade para atrair os consumidores às lojas, como o chip RFID e vitrines dinâmicas que trazem informações on-time sobre o produto.

Por exemplo, uma solução de inteligência analítica, que traz as informações de maneira visual e facilita nas diversas análises de uma loja, é capaz de economizar o seu tempo por não precisar fazer várias tabelas e planilhas e ainda te fornecer insights fundamentais do negócio, como um Ticket Médio muito baixo ou muitos produtos parados no estoque.

Dessa maneira, ter a agilidade organizacional desenvolvida significa perceber falhas de maneira mais rápida e a possibilidade de traçar novas estratégias de vendas, relacionamento com cliente e até compras de forma mais eficiente.

 

Você tem alguma dificuldade em ter processos e decisões mais ágeis? Comente abaixo e nós poderemos te dar algumas sugestões 🙂

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. 6 Principais tendências para o varejo de vestuário para 2017 – Franchise Intelligence

Leave a comment

Your email address will not be published.


*