O que é inteligência analítica aplicada ao varejo e ao franchising?

Para qualquer segmento de negócio ter sucesso e se destacar no mercado é fundamental a empresa ser mais inteligente. Nesse caso, inteligente não é o contrário de “burro” ou “ignorante”, mas enfatiza que cada ação precisa ser pensada criticamente, fundamentada em dados e, consequentemente, assertiva. Uma gestão analítica eficiente está associada a tecnologias e processos rotineiros altamente informatizados, transformando dados brutos em informações valiosas. Baixe o nosso e-book grátis e aprenda como o mercado de varejo e franquia está se transformando com a inteligência analítica.

No livro “Competição Analítica: Vencendo através da Nova Ciência”, os autores trazem a seguinte definição de inteligência analítica:

É a utilização extensiva de dados, análises quantitativas e estatísticas, modelos explicativos e preditivos e gestão não baseada em achismos e sim baseada em fatos concretos e informações claras para orientar decisões e ações

Ou seja, é a compreensão e a extração de todas as informações que os dados têm a oferecer, seguindo o processo de construção abaixo:

O que é inteligência analítica aplicada ao varejo e ao franchising?

O varejo e o mercado de franquias, assim como outros segmentos, está substituindo o velho modelo de negócio baseado no produto e na produção em massa pelo modelo centrado no cliente. Uma empresa só se destaca no mercado quando consegue entregar o produto certo, para a pessoa certa e na hora certa, mantendo uma frequência adequada, as demais tendem a estagnar ou até a falir. Conhecer o seu cliente a fundo e saber conversar com ele de forma única é a grande chave para fidelização dos dias de hoje.

E, para proporcionar uma experiência única e customizada, você precisa ter acesso aos dados e histórico dos seus clientes e público-alvo. A melhor parte é que a grande maioria das empresas já possui essas informações em seu banco de dados, sistema de gestão e em outros lugares, havendo apenas a necessidade de fazer a leitura e interpretação correta dessas informações.

Obviamente essa evolução no modo de gestão não é fácil e nem feita do dia para a noite, mas ter as ferramentas certas facilitam a leitura das análises importantes para o negócio, como performance da loja e de vendedores, CRM e controle eficaz de estoque. Trabalhar continuamente para melhorar esse processo traz diversos benefícios para os varejistas e franquias, como:

A inteligência analítica atende uma necessidade dos empresários que procuram por soluções inovadoras e assertivas para os seus processos decisórios e para a otimização no uso de sua base de dados. Tem alguma dúvida de como começar um processo estruturado de gestão analítica? Deixe nos cometários e vamos conversar sobre isso 🙂

Bruna Gonçalves

Formada em Jornalismo, já trabalhou com marketing digital e agora se aventura na área de Gestão de Produto da Disruptiva Franchise Intelligence. Ama tudo o que envolve tecnologia, comida e experiência do cliente.