Gestão de estoque: 9 análises para uma loja sustentável – Franchise Intelligence

Gestão de estoque: 9 análises para uma loja sustentável

UPDATE: 22/06 – Adicionada mais uma análise com a sugestão do Rodrigo Canal pelo Linkedin 🙂 Quer sugerir outras perspectivas que não abordamos? É só comentar!

Para navegar neste conteúdo, basta clicar nos links do menu abaixo 🙂

  1. Introdução
  2. Meta de estoque
  3. Produtos sem giro
  4. Produtos zerados
  5. Estoque negativo
  6. Cobertura de estoque baixa
  7. Cobertura de estoque alta
  8. Curva ABC da loja x Curva ABC da rede
  9. Ranking ABC dos últimos 90, 60 e 30 dias
  10. Análise de vitrine
  11. Mas, ok, o que fazer com essas informações?

 

1. Introdução

Gestão de estoque é a dificuldade mais comum no varejo. Encontrar o equilíbrio entre a demanda e a oferta é difícil e pecar pelo excesso ou pela falta é prejudicial para a saúde da loja.

Ter um grande volume no estoque parece vantajoso por ter um potencial de vendas maior, porém, se a compra for errada e os produtos não girarem, é o seu dinheiro que fica parado. Por outro lado, se comprar um volume menor, você pode sofrer com rupturas de vendas e perder muito mais que o valor do produto em si.

Por isso, acompanhar de perto o estoque e comprar corretamente é a melhor forma de garantir o bom desempenho da operação.

Hoje, trazemos as principais análises de forma simples e clara que podem ser feitas para entender a fundo a situação atual do seu estoque. E também veremos como é possível visualizar esses indicadores com a Plataforma Disruptiva Franchise Intelligence, pois, aliado à tecnologia, um gestor é capaz de ver o panorama do estoque, entender detalhes e tomar decisões para melhorar os resultados.

Voltar ao topo

2. Meta de estoque

Ter uma meta de estoque em valor de vendas é importante para ajudar a prever gastos futuros e a evitar rupturas de vendas. Caso você ou sua rede não tenha uma por padrão, pode calculá-la considerando 20% a mais da sua meta de vendas para aquele mês ou período. Essa porcentagem a mais é para que você tenha em estoque um valor que possa bater a meta de vendas e até superá-la, mas, claro, a qualidade dele é o que vai definir realmente como serão as suas vendas.

Análises para gestão de estoque - meta de estoque

No dashboard da Plataforma, verificamos como está o alcance de meta do estoque sugerido em porcentagem e em valor de venda.

Voltar ao topo

3. Produtos sem giro

Como dito no começo desse texto, produto parado imobiliza o seu capital de giro e ainda ocupa espaço físico da sua loja que poderia ter outros itens mais rentáveis e com maior fluxo. Atente-se àqueles que não saem há mais de 30 ou 60 dias, dependendo do ciclo de vida dos produtos da sua loja ou rede. Além disso, a situação é pior quando há itens inativos na rede, como aqueles classificados como “fora de linha”.

Você sabe dizer quantos produtos no seu estoque hoje não giram há mais de 60 dias? Qual porcentagem essa quantidade representa? E, mais do que isso, qual o valor em vendas que eles representam e que está parado?

Análises para gestão de estoque - estoque sem giro

No Dashboard, é possível visualizar a quantidade de itens sem giro tanto fora de linha como o total.

Análises para gestão de estoque - estoque sem giro

Na aba Estoque, basta clicar na imagem do funil para selecionar os filtros “Fora de linha” e “Sem giro há mais de 60 dias”.

Análises para gestão de estoque - estoque sem giro

Ao clicar em “Tabela”, você saberá quais são esses produtos, quanto está deixando de faturar por ter eles parados e, claro, vai poder traçar uma estratégia efetiva para dar giro a eles.

Voltar ao topo

4. Produtos zerados

Igual aos produtos sem giro, itens zerados também são um problema que afeta diretamente no seu faturamento por conta de rupturas de vendas. É fundamental não deixar acabar produtos que estão em linha e antecipar suas compras para que isso não aconteça. E, mais do que isso, dedicar uma atenção especial aos produtos considerados A da Curva ABC, pois, se eles possuem uma boa saída com um preço médio representativo, você não vai querer perder vendas porque ele acabou, certo?

Análises para gestão de estoque - estoque zerado

Logo no dashboard, você vê rapidamente quantos SKUs estão zerados e quantos destes são A da Curva ABC.

Análises para gestão de estoque - estoque zerado

Na aba Estoque, basta selecionar “Em linha” e/ou outras linhas que ainda estão disponíveis para recompra, “Zerado” na condição do estoque. E, para filtrar os produtos A, é só escolher “A” na segmentação da rede.

Análises para gestão de estoque - estoque zerado

Em Tabela, você pode ver quais são esses produtos zerados, quando eles entraram nessa condição e ainda se há algum em trânsito, ou seja, se já foi feito um pedido anterior e está para chegar na loja.

Voltar ao topo

5. Estoque negativo

Quando um SKU esté negativo, já é um alerta para que talvez seja necessário fazer o inventário do estoque. Sei que é demorado, mas é fundamental para ter tudo sob controle, uma vez que estoque negativo prejudica o cálculo de cobertura e para fazer novos pedidos.

Uma dica é todo dia fazer um pequeno inventário da loja, analisando alguns produtos com a ajuda dos vendedores. Assim, você terá sempre tudo atualizado e não precisará de um dia inteiro para fazer o inventário de toda a operação.

Análises para gestão de estoque - estoque negativo

Na aba Estoque, você já tem uma visão geral do seu mix de produtos, vendo rapidamente quantos SKUs estão zerados ou negativos.

Análises para gestão de estoque - estoque negativo

Para saber quais são esses produtos, basta selecionar “Negativo” na condição de estoque e depois visualizar a tabela.

Voltar ao topo

6. Cobertura de estoque baixa

Para não correr o risco de produtos acabarem e sofrer com rupturas, principalmente os que são A da Curva ABC, o melhor a se fazer é analisar a cobertura do estoque, ou seja, saber quantos dias mais determinado produto pode suprir em vendas baseado no seu histórico.

Análises para gestão de estoque - capacidade de estoque baixa

Na aba Estoque, em Capacidade, você vê rapidamente como está a situação geral do estoque e qual a proporção entre cobertura baixa, ideal ou alta. Ainda visualiza quantos dias os produtos irão durar de acordo com as vendas dos últimos 60 dias.

Análises para gestão de estoque - capacidade de estoque baixa

Pelos filtros, você pode selecionar apenas produtos “Em linha” e produtos “A” que estão com capacidade baixa, assim, você sabe quais itens precisa pedir com mais urgência.

Voltar ao topo

7. Cobertura de estoque alta

Da mesma forma que olhar a capacidade baixa é uma maneira de prevenir estoque zerado, olhar para a capacidade alta ajuda a prevenir que você fique com produtos sem giro e imobilizando o seu capital.

Um ponto de atenção é para produtos sazonais. Por exemplo, ao entrarmos no outono/inverno, é comum que itens dessa temporada, como casacos e edredons, estejam com a capacidade alta, uma vez que não venderam muito nos últimos 60 dias. Por outro lado, se o inverno está acabando e você ainda tem uma boa quantidade desses produtos, é um alerta para realizar promoções para não ficar com eles parados no seu estoque durante as próximas estações.

Análises para gestão de estoque - capacidade de estoque alta

Na mesma aba de Capacidade, você visualiza quais são os produtos com alta cobertura e para quantos dias.

Voltar ao topo

8. Curva ABC loja x Curva ABC rede

Quem trabalha com franquia, tem a vantagem de ter o apoio e conhecimento da rede para saber a demanda de determinados produtos. Dessa forma, comparar as curvas ABC é interessante para saber se tem um produto subaproveitado em sua loja.

Baixe nosso ebook sobre a Curva ABC e veja como calcular e utilizar para gestão de estoque e de clientes!

Imagine que determinado item na rede é A, assim, sabe-se que ele tem uma boa saída, que tem um preço médio bom e tem uma boa representatividade no faturamento. Esse mesmo item pode ser B na sua loja, o que significa que possivelmente ele não tenha lugar de destaque na vitrine, ou que seus vendedores não saibam como apresentá-lo ou ainda porque ele esgotou. Quanto o seu faturamento não foi prejudicado por conta dessa diferença?

Claro que existirão situações específicas, como diferença de público, nesse caso, é fundamental conhecer bem os seus clientes e entender quando cada caso se aplica.

Análises para gestão de estoque - curva abc loja e rede

Na aba Estoque, na tabela do Ranking, você pode comparar a Curva ABC da loja com a da rede e identificar produtos que podem ser mais trabalhados no PDV.

Voltar ao topo

9. Ranking ABC dos últimos 90, 60 e 30 dias

Outra análise interessante para se fazer com a Curva ABC é comparar mudanças no ranking entre 90, 60 e 30 dias. Por exemplo, no ranking dos últimos 90 dias, determinado produto está em primeiro, mas diminui nos outros períodos. Esses casos são interessantes de se analisar, pois pode acontecer por ser o ciclo de vida natural do produto ou porque ele esgotou no seu estoque.

Análises para gestão de estoque - Ranking ABC

Na aba Estoque, você visualiza o ranking ABC da loja nos últimos 3 meses e ordena da forma que preferir.

Voltar ao topo

10. Análise de vitrine

Rodrigo Canal lembrou da importância de se analisar a vitrine, não no sentido de iluminação e organização, mas sim sobre a exposição dos produtos. Todos os itens que você tem no estoque estão expostos no PDV? Os produtos A da Curva ABC recebem destaque? Lembre-se, produto que não é exposto, é impossível de se vender fácil.

Voltar ao topo

11. Mas, ok, o que fazer com essas informações?

Análises para gestão de estoque

Auxiliar novos pedidos: Ao fazer as compras, não basta seguir o que o gestor “acha” que vai vender e na quantidade que “achar” necessário. É preciso olhar criticamente o estoque, para isso as análises de Cobertura baixa e Estoque zerado são fundamentais. Elas indicam os produtos que precisam ser comprados, alertam para produtos A e as quantidades necessárias.

Fazer promoções mais inteligentes: Os produtos sem giro e os com alta cobertura são os mais indicados para promoções, seja descontos progressivos ou brindes. Pense, mais do lucrar somente, agora você precisa tirar eles do estoque para mobilizar o seu capital e abrir espaço para novos itens mais rentáveis.

Identificar onde está perdendo oportunidades: A Curva ABC auxilia nesse ponto ao comparar o seu ranking com o da rede. Ao saber que a rede tem um produto A e que na sua loja é B ou C, você pode estudar maneiras de incentivar a venda dele e assim aumentar o faturamento. A comparação dos períodos também te diz se você perdeu dinheiro porque o produto esgotou, pois, se ele foi bem nos últimos 90 e 60 dias, ele poderia ter mantido a média nos últimos 30 se você o tivesse em estoque.

Voltar ao topo

 

Estoque é o coração de uma loja, pois é a base das vendas. Para se ter um bom faturamento, tudo começa nele, então esgotar as análises e tomadas de decisões são importantes para uma loja sustentável e lucrativa.

Como você faz a análise de estoque no seu PDV? Qual a principal dificuldade? Conta para gente nos comentários 🙂

Leave a comment

Your email address will not be published.


*