6 tecnologias que já estão mudando a experiência do consumidor dentro das lojas

Não é mais novidade que o varejo físico só irá sobreviver se oferecer um atendimento personalizado ao consumidor e atraí-lo com experiências marcantes. Para isso, várias tecnologias já foram desenvolvidas e muitas outras estão chegando ao mercado para auxiliar os varejistas a melhorarem as experiências dentro das suas lojas.

Hoje vamos falar das que já existem e que são viáveis de serem implantadas, sem papo utópico e sonhador.

1. Vitrine interativa

Em uma tela touchscreen posicionada do lado de fora da vitrine, o consumidor pode ver todo o catálogo da loja, quais itens estão disponíveis no estoque e ainda ver sugestões de produtos similares.

2. Wi-fi + Analytics

Nós amamos analytics e essa ideia! E, por incrível que pareça, as pessoas estão dispostas a fornecerem informações pessoais quando elas ganham algo em troca, como wi-fi grátis. Ao configurar a liberação do wi-fi da sua loja após o check-in da pessoa pelo Facebook, ela estará permitindo que você tenha acesso às informações dessa rede social e ainda pode monitorar o comportamento e a experiência dela dentro da loja.

Por exemplo, com dados de localização, você pode monitorar qual lugar da loja é a sua zona quente e, assim, direcionar uma comunicação visual pensando nesse ponto. Também pode mandar promoções personalizadas e ofertas por SMS ou pelo próprio navegador.

3. Gôndola e vitrine inteligentes

omniera-loja-do-futuro-06

Com uma câmera e uma tela, a gôndola inteligente pode identificar o produto retirado pelo cliente e apresentar informações nutricionais, ingredientes e até receitas, sugerindo a compra de outros itens complementares. Além de atender ao cliente, a gôndola pode avisar a equipe sobre a necessidade de reposição.

Da mesma forma, uma vitrine inteligente apresenta informações adicionais da peça escolhida, dando sugestão de uso, combinações e mostrando se está disponível no estoque.

4. Integração com e-commerce

Caso a loja não tenha o tamanho, modelo ou cor desejado pelo consumidor, não é preciso mais se preocupar com a ruptura de estoque, pois, ele pode comprar pelo e-commerce da marca ali mesmo na loja física. Assim, nenhum dos dois lados perdem e a experiência do cliente é completa.

5. Taxa de visualização e compra

Com catálogos virtuais e os checadores de preço, é possível comparar quantas vezes um produto foi visualizado, seja buscando mais informações ou conferindo o preço, e comparar com o número de compras. Assim, você sabe quais itens geram interesse no consumidor, mas não o suficiente para concluir a compra e poderá traçar estratégias para que o ciclo seja terminado.

6. Pagar por conta própria

Um sistema que integra leitor de chip RFID, com leitor de cartão de crédito e um computador é o suficiente para que o consumidor possa pagar por conta própria, sem fazê-lo perder tempo em filas, como em mercados, lojas de departamentos ou as grandes fast-fashion.

Outro método é o pagamento pelo próprio celular, já oferecido por algumas marcas, como Apple, Visa e Banco do Brasil. Além dessas opções, você com certeza já ouviu falar do Amazon Go, certo? Um mercado em fase de testes (apenas para funcionários), mas que deve ser liberado ao público em breve, onde o consumidor entra, é identificado pelo celular, pega todos os itens que deseja e pode ir embora. Sem passar por caixas ou filas, isso porque com a tecnologia certa, é possível identificar os itens escolhidos e tudo será cobrado na sua conta após você sair do mercado.

 

Essas tecnologias já estão presentes em vários pontos e operações e estão mudando a forma como consumidor interage com a loja. Elas são cruciais para que o varejo físico sobreviva nos próximos anos e que atraia mais pessoas para dentro de seus espaços e encantá-las com ótimas experiências de compra.

Sentiu falta de alguma tecnologia ou tem dúvidas sobre alguma em específico? Conta pra gente 🙂

Bruna Gonçalves

Formada em Jornalismo, já trabalhou com marketing digital e agora se aventura na área de Gestão de Produto da Disruptiva Franchise Intelligence. Ama tudo o que envolve tecnologia, comida e experiência do cliente.

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.