5 maneiras de vender mais com inteligência analítica e com a plataforma Disruptiva

O varejo vem sofrendo bastante com a recessão econômica. Só nos cinco primeiros meses de 2016, a queda em vendas foi de 7,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Com a queda de vendas e faturamento, torna-se ainda mais imprescindível a análise de dados para tomar decisões para que esse cenário mude. Dessa maneira, a inteligência analítica possibilita traçar estratégias segmentadas e conversar com o seu público de forma personalizada.

No post de hoje, vamos te dar algumas dicas de como aumentar as suas vendas utilizando análises baseadas em dados e informações da sua loja. E, claro, todas elas podem ser feitas a partir da nossa plataforma Disruptiva, um jeito muito mais fácil e rápido de se colocar em prática a inteligência analítica. Veja como tornamos o processo decisório da Imaginarium mais eficiente!

1. Aniversariantes

A boa e velha estratégia de oferecer descontos para os aniversariantes do mês é sempre interessante. Você pode personalizar ainda mais e mandar e-mails segmentados por semana, assim o seu negócio se diferencia dos concorrentes que mandam apenas uma por mês.

Ofereça descontos, brindes especiais e produtos similares ou complementares à última compra do cliente, faça ele ir até a sua loja. Considere utilizar seus produtos “fora de linha” que não vendem a mais de 30, 60 ou 90 dias aplicando descontos maiores nestes produtos.  

Sabemos que cada vez mais as pessoas estão fora das lojas físicas, então, mais do que simplesmente uma campanha de descontos, pense em chamadas atrativas e que levem ele até dentro da sua loja.

2. Ranking de vendedores

O ranking de vendedores é interessante para premiar os melhores e incentivar os outros a também melhorarem.

Quais métricas você avalia para fazer o seu ranking?

Lembre-se que um bom vendedor não é feito somente de vendas líquidas, mas outras métricas são importantes também, como ticket médio e PA. Você pode estabelecer uma meta de aumentar o seu PA, por exemplo, em 20%, e assim premiar o vendedor que bater essa meta ou que mais aumentou o PA no período.

3. Treinamentos específicos

Continuando o exemplo anterior, não adianta estabelecer essa meta e não dar o suporte necessário aos vendedores. Se essa é uma dificuldade do time, busque treinamentos específicos sobre o tema.

Treinar a equipe de vendas pode ser o seu grande diferencial no mercado. Pois é possível melhorar qualquer métrica da sua loja se você buscar pelos treinamentos certos.

  • Imagine aumentar em 20% o seu PA? Uma “pequena” melhora de 1,5 para 1,8 pode representar um aumento significativo no faturamento do mês.

  • Ou imagine melhorar a sua taxa de conversão?

  • Ou ainda o ticket médio?

Todas essas métricas dependem dos seus vendedores, por isso, não hesite em contratar bons treinamentos para eles.

4. Estoque sem giro há mais de 30, 60 ou 90 dias

Estoque parado por muito tempo significa imobilização do seu capital de giro, ou seja, é um dinheiro parado, que não rende, e ainda é um precioso espaço físico em seu estoque que poderia ser ocupado por outros produtos de alto giro.

Então, analise o seu estoque e identifique quais são os produtos que não giram há mais de 30, 60 e 90 dias. Pense nos motivos e converse com os seus vendedores para entender o que pode estar realmente acontecendo.

  • São produtos de campanhas passadas que sobraram no estoque da loja, por exemplo, Dia das Mães, Dia dos Pais etc?

  • Produtos que não estão posicionados corretamente na sua loja?

  • Produtos que não são oferecidos aos clientes pela sua equipe de venda?

  • Você comprou mais do que deveria?

Entenda o motivo e elabore uma estratégia para dar saída a eles. Descontos, brindes ou promoção especial, é importante tirar eles do seu estoque para que não fique com o capital imobilizado. E, claro, cada vez mais fazer pedidos e compras mais críticos e baseados em análises de vendas para não acontecer isso com frequência.

5. Curva ABC: Análise de produto C ou B na loja, mas A na rede

A curva ABC é muito importante para o varejo para dar atenção aos produtos mais rentáveis à loja. No caso de franquias, é interessante analisar produtos que na rede são A, mas na sua loja são B ou C e entender o porquê disso.

  • Seus vendedores não sabem como vender esse produto?

  • Você não está divulgando ou fazendo campanhas como a rede?

  • Não é direcionado para o seu público-alvo?

Na maioria das vezes, uma questão de direcionamento e reposicionamento é o suficiente para mudar. Se ele é A na rede significa que é um bom produto e tem saída, então imagine quantas oportunidades e dinheiro você não está perdendo por não dar a devida atenção?

Pequenas mudanças na sua estratégia de comunicação ou de comportamento dos vendedores podem fazer uma grande diferença no resultado final do mês ou trimestre. Avalie criteriosamente todos os dados da sua loja e pense em estratégias com base neles.

Com a plataforma Disruptiva, você pode fazer todas essas análises de maneira rápida e fácil, além do auxílio dos nossos consultores para novas análises e insights. Comece hoje mesmo uma degustação e veja a diferença na gestão da sua loja.

Bruna Gonçalves

Formada em Jornalismo, já trabalhou com marketing digital e agora se aventura na área de Gestão de Produto da Disruptiva Franchise Intelligence. Ama tudo o que envolve tecnologia, comida e experiência do cliente.

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.